Carregando...

Ansiedade de Separação

A ansiedade de separação é uma fase natural do desenvolvimento emocional infantil. Saiba como lidar com essa fase com a psicóloga Maria Cecília Mattos.

Quando o bebê nasce ele não sabe diferenciar o eu do não-eu. Isso quer dizer que nos primeiros meses de sua vida ele sente a mãe (ou cuidador) como extensão de seu próprio corpo. Conforme ele vai se desenvolvendo, começa a tomar posse de seu corpo e a perceber a mãe como um ser diferente de si mesmo. Essa descoberta geralmente se dá entre os 6 e 9 meses, e pode trazer muito medo e angústia pra criança.

A mãe serve como base segura para esse bebê, é aquela que traz o sentimento de segurança e alívio para as ansiedades infantis. É natural que um bebê indefeso fique chateado por ter sido separado da pessoa que o protege e cuida.

Fique tranquila, mamãe!

A ansiedade de separação é uma etapa normal do desenvolvimento emocional infantil. É um enorme salto cognitivo, digno de comemoração! Mas você deve estar preparada para seu bebê ficar um pouco ansioso com sua nova compreensão sobre separação. Ele se tornou tão ligado a você que quando você deixá-lo sozinho, mesmo que por um minuto, ele chorará. Ele ainda não sabe que você sempre vai voltar!

Sono & Ansiedade de Separação

Mudanças no padrão de sono é um dos sinais dessa fase. O medo de estar separado de você durante a noite é muito real para ele. E isso pode fazê-lo despertar várias vezes para garantir que você ainda está lá. Então, o ideal é que você faça o seu melhor para manter as horas anteriores ao sono da noite o mais afetuosas possível. Passar um tempo dando carinho antes de dormir, lendo juntos, se aconchegando… é maravilhoso!

É uma fase que pode ser muito cansativa, pois o bebê demanda muita atenção e afeto. Mas o ideal é minimizar separações, tanto quanto possível, e ficar com seu bebê por perto, se ele parece sentir-se ansioso.

Outro ponto importante é: se você tem que se separar de seu bebê – por exemplo, para voltar ao trabalho – tente deixá-lo com pessoas que ele já conhece. Seu bebê ainda pode protestar, reclamar e sentir, mas ele se ajusta mais facilmente a sua ausência quando cercado de pessoas conhecidas. Se a sua opção for deixá-lo com uma babá, permita que ele conheça esse novo cuidador enquanto você ainda estiver por perto.

Como lidar com essa fase?

Começar a separação dentro de casa é uma ótima maneira para reduzir a ansiedade quando você realmente tiver que sair. Diga ao seu bebê que você está saindo do quarto, onde você está indo, e que você vai voltar. Assim, ele vai aprender que tudo vai ficar bem quando você vai embora por um minuto ou dois – e que você sempre vai voltar!

Outra coisa que devemos prestar atenção é: sempre dizer adeus. Beije, abrace seu bebê quando você sair. Diga a ele onde você está indo e quando você estará de volta. Resista ao impulso de fugir pela porta dos fundos! Seu bebê ficará ainda mais chateado se achar que você simplesmente desapareceu.

Esse post é baseado em uma entrevista fornecida pela autora do blog Maternidade no Divã, psicóloga Maria Cecília Mattos (CRP 06/128724) para o blog Projeto de Mãe.

Deixe uma resposta