Carregando...

Por que as crianças mordem os coleguinhas?

Seu filho foi todo lindo pra creche e voltou com uma mordida no braço. Você não sabe se chora, se briga com a diretora, se liga pra mãe do “mordedor” e fala umas verdades. Vamos lá… mantenha a calma! É comum que as crianças se mordam, principalmente até os 2 anos e meio, 3 anos. Desde o nascimento, a criança conhece o mundo através da boca, pelo seio materno. À medida que cresce leva outras coisas à boca, como as mãos e os pés, na tentativa de conhecer e descobrir melhor o mundo.

mordida

É importante lembrar que essas crianças ainda não dominam a linguagem, então as mordidas, bem como bater, beliscar, chutar, são formas de comunicação e expressão de sentimentos. Mas, apesar de ser um comportamento normal, ele não deve ser aceito ou ignorado. É o adulto que deve mostrar para a criança que existem outros meios dela se comunicar – “se você não gostou do que seu coleguinha fez, vamos dizer isso a ele”, por exemplo. O papel dos pais e profissionais de educação é mostrar à criança que o jeito adequado de se expressar é através da linguagem.

“Os pais devem ficar atentos à organização do espaço escolar, se neste existem materiais e brinquedos adequados à faixa etária das crianças e se estão em quantidades suficientes para os mesmos. A falta desses materiais, bem como a falta de planejamento e organização de atividades, deixam as crianças ociosas por longos períodos, e podem ser a causa das mordidas constantes.” (Jussara Barros)

Para os pais e funcionários de creches, as mordidas são um grande problema. Os pais de um “mordedor” ficam envergonhados. Os profissionais temem uma ação legal, a raiva dos pais, além de lidarem com a própria culpa por não ter evitado tal situação. E os pais de crianças mordidas ficam chateados e se preocupam com a segurança de seus filhos.

As crianças pequenas ainda estão aprendendo auto-controle. Crianças pequenas, muitas vezes mordem quando estão cansadas, com ciúmes, frustradas, bravas, etc, ou simplesmente para ver o que acontece quando mordem, o que é especialmente verdadeiro para bebês e crianças até 3 anos, que podem estar apenas experimentando e explorando o mundo. Mostre ao seu filho como expressar raiva com palavras como “não” ou “eu não gosto disso”, em vez de morder. Ensine seu filho a não morder. Quando a criança tiver idade suficiente para entender, ensine a ela que morder dói, machuca, e pode ser perigoso.