Carregando...

O nascimento do bebê prematuro

premature O bebê prematuro é aquele que nasce com a idade gestacional inferior a 37 semanas. Quando ele nasce, rompe a possibilidade da mulher exercer o papel de mãe no primeiro momento do nascimento, uma vez que ele precisa de outros cuidados para que consiga sobreviver. Uma situação como essa produz muita dor, e a recuperação pode ser difícil e lenta. (MARSON, 2008) Na maior parte dos casos de partos prematuros, o médico toma uma decisão com urgência para salvar a vida da mãe e do bebê. Esse parto antecipado perturba os projetos e os sonhos dos pais, que previam um dia calmo e sereno para a chegada de seu filho. Além disso, o filho nascido em meio a pânico e imprevistos, lhes é arrancado de forma brusca pelos médicos e levado à Unidade de Terapia Intensiva. Esse momento é vivido de forma triste e frustrante, assim como receber alta da maternidade sem poder levar o filho pra casa (MATHELIN, 1999). É necessário esclarecer que nem todos os bebês internados nas UTIs Neonatais estão doentes. Frequentemente eles estão lá apenas para ganhar peso, crescer e se capacitarem para respirar, sugar e deglutir sozinhos. Se o instinto materno não ocorre por si só, podemos pensar que no contexto da UTI ele demora ainda mais para aparecer. Ao ver seu bebê sendo cuidado por outra pessoa, a mãe pode sentir-se culpada e inferiorizada, incapaz de cuidar do seu próprio filho. Dentro da incubadora, outras mãos trocam a fralda e alimentam o bebê que nos seus sonhos deveria estar em casa, sob seus cuidados. Mas, calma! Tudo isso pode ser reparado. Apesar dos desencontros que acontecem nessa fase, a mãe é capaz de se vincular ao bebê, e ele a ela. O prejuízo que o contexto pode causar não é irreversível, de forma alguma! Além disso, mesmo com toda a necessidade do cuidado médico, a mãe é peça-chave para a recuperação do bebê. * Fontes: MARSON, A. P. Narcisismo Materno: quando meu bebê não vai para casa… Em: Rev. SBPH v.11 n.1 Rio de Janeiro jun. 2008. MATHELIN, C. O sorriso da Gioconda: clínica psicanalítica com os bebês prematuros. Rio de Janeiro : Companhia de Freud, 1999.

4 thoughts on “O nascimento do bebê prematuro

  1. Dra Maria Cecília, minha filha nasceu com 27 semanas e foi muito difícil pra mim e minha família. É mt dificil ver outras pessoas cuidando do seu bebê, mesmo sabendo que ela precisava desses cuidados médicos… na UTI nao tinha psicologa.. fez falta! Bjs

    1. Yasmin, é um período muito difícil mesmo para as famílias. Se desejar, conte-nos mais sobre sua experiência! Um abraço, Maria Cecília Mattos (Maternidade no Divã).

  2. Cecília, o parto prematuro é muito dificil mesmo. Ótimo artigo. Seu blog é um sucesso. Maternidade no Divã foi uma ótima surpresa!

Comments are closed.