Carregando...

Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) Pós-Parto

Olá pessoal. Conversamos aqui sobre Ansiedade Pós-Parto e hoje vamos falar sobre dar atenção ao Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) pós-parto.

iStockphoto/Thinkstock
iStockphoto/Thinkstock

O TOC Pós-Parto é a mais incompreendida e mal-diagnosticada das doenças perinatais. Sintomas de TOC incluem pensamentos repetidos e indesejados (obsessões) que geram ansiedade, bem como comportamentos ritualísticos que tentam afastar esses pensamentos (compulsões). Por exemplo, uma mãe pode repetidamente se preocupar com germes e esterilizar as mamadeiras de seu bebê inúmeras vezes.

Se esses pensamentos e comportamentos forem angustiantes demais para a mulher, e interferirem com sua habilidade de cuidar de si mesma e de seu bebê, podem representar perigo à saúde. Por exemplo, uma mãe se preocupar tanto com o seu bebê durante a noite que acaba não dormindo, ou verificar o assento da criança no carro tantas vezes antes de dirigir que não sai de casa, são casos em que o comportamento cruza a linha da patologia

Um novo estudo da Universidade Northwestern, dirigido por Dana Gossett, mostra que cerca de 11% das mães experimentam sintomas temporários de transtorno obsessivo compulsivo (TOC) durante alguns meses após o parto. Segundo os pesquisadores, estresse é um fator desencadeador de TOC conhecido, por isso é possível que o estresse da gravidez e de ter que cuidar de um bebê possa predispor as mulheres à condição. Os níveis hormonais antes e após a gravidez e as mudanças no cérebro após o parto também podem contribuir para os sintomas. Os investigadores descobriram que 11% das mulheres entre as duas e as seis semanas depois do parto experimentam significativos sintomas obsessivo-compulsivos, em comparação com 2 a 3% da população em geral.

O TOC pós-parto é temporário e tratável com ajuda profissional. Se você acha que pode estar sofrendo desta doença, saiba que você não é culpada. Busque um psicólogo para te auxiliar.

*

Todo o conteúdo deste site, incluindo informações relacionadas à saúde, é apenas para fins informativos e não deve ser considerado um diagnóstico específico ou plano de tratamento para qualquer situação. O uso deste site e as informações contidas nele não cria uma relação médico-paciente. Procure sempre o aconselhamento individual de um profissional em relação a quaisquer dúvidas ou questões que você possa ter em relação a sua própria saúde física ou mental ou a de outras pessoas.

*

Fontes: hypescience e sol