Carregando...

Amamentação – Marília & Henrique

Vocês se lembram que falamos sobre amamentação aqui durante a Semana Mundial de Aleitamento Materno? Recebemos muitos depoimentos e a seguir temos a história da Marília e do Henrique!

“Oi, meu nome é Marilia, tenho 30 anos e sou psicóloga.
Tive o Henrique em setembro de 2011. Ele nasceu no começo da noite, e como sou portadora de uma cardiopatia, após o parto, fui levada para a Unidade de Terapia Semi-Intensiva, por precaução, onde passei a noite e parte da manhã.
Por conta de todo o (longo!) período em que ficamos separados, foi dado ao Henrique o leite artificial. Quando ele começou a mamar no peito, ainda não tinha força para sugar direito, então no próprio hospital eu recebi a orientação de complementar a minha mamada com o reforço do leite artificial. Além disso, ele era muito dorminhoco e preguiçoso, e acabava sempre dormindo no meu peito tão logo começava a mamar. Mas para mim estava tranquilo, pois ele pegava o peito direitinho e ainda tomava o reforço depois. É verdade que ele acabava tomando muito pouco leite do meu peito, mas eu não me preocupava, pois achava que estava ok com o reforço.

E assim foi…até a primeira consulta com o pediatra. Ele não concordou com isso, disse que o bebê fica confuso com dois estimulos de bicos diferentes, e que era para eu insistir muito no peito, que o bebê estava gordinho e tinha uma “reserva” para perder, se necessário fosse, e para eu só dar o reforço em último caso. Aí eu fiquei preocupada. As primeiras mamadas após a consulta foram muito tensas, ele desistia do peito muito rápido, e eu ali insistindo, ele chorando, eu chorando…maaas, logo no dia seguinte, ele já pegou direitinho e não largou mais! Como eu parei de trabalhar pra cuidar dele, ele teve amamentação exclusiva no peito, até começarem a entrar o suquinho e as frutas. Quando eu precisava sair e ele tinha que mamar na mamadeira, ele não aceitava de jeito nenhum! E isso estava ficando complicado também…aí quando ele já estava com uns 6 meses, comecei a tirar meu leite para dar na mamadeira, mais ou menos uma vez por dia, para que ele fosse acostumando.

Quando ele estava com quase 9 meses, meu leite começou a secar naturalmente, bem aos poucos, e como ele já estava acostumado com a mamadeira, foi super tranquilo o desmame. Mais para ele do que para mim, inclusive. No começo eu sentia falta, fica um vazio. É incrível poder amamentar…são tantas trocas que fazemos naquele momento, que é difícil até nomear o sentimento que fica! Eu tive muita sorte, minha experiência com amamentação foi muito tranquila. A única coisa que me incomodava bastante, no começo, naquela fase em que ainda existia receio de ele recusar o peito, eram as pessoas que ficavam a minha volta, olhando, esperando, deixando transparecer a tensão delas também. Mas isso também passou e ficou só a parte boa! Ah, e aquele papo de que a mulher emagrece rapidinho amamentando, pra mim é balela! Eu até engordei…é muuuuita fome, gente, mas muita! Hahaha”

 

Quer dividir sua história? Conte pra gente! contato@maternidadenodiva.com

 

2 thoughts on “Amamentação – Marília & Henrique

Comments are closed.