Carregando...

Reprodução Assistida – Renata

Depois de entendermos o que é a Reprodução Assistida e conhecermos a história da Valéria, hoje o depoimento é da Renata!

 

– Com quantos anos começou o tratamento e engravidou?

Comecei e engravidei aos 31 anos.

– Por quanto tempo tentou engravidar de maneira natural, antes de decidir pela reprodução assistida?

Tentei por 4 anos, fiz vários exames e nenhum constatou nenhum problema nem comigo nem com meu marido. A médica nos aconselhou a indução com coito programado, pois aumentaria as chances de uma gravidez. Porém eu tinha medo de que viesse mais de um bebê. Coloquei uma meta, se dentro de seis meses não engravidasse, começaria o tratamento. Para minha surpresa, no sexto mês engravidei de forma espontânea!! Porém perdi o bebê com 10 semanas. Entrei numa tristeza profunda… Achava que nunca seria mãe… Chorei tudo que podia e não podia… Esperei passar a fase do luto e resolvi tentar novamente, dessa vez esperei um ano entre a perda e o tratamento.

– Como foi tomar essa decisão?

Como meu marido sempre foi muito parceiro, tomamos a decisão em conjunto. Porém tínhamos muitas dúvidas e medo de não dar certo…

– Qual método de reprodução foi usado? Como foi essa escolha?

Partimos para a indução com coito programado. A escolha do método partiu da nossa médica. Acho muito importante procurar um profissional de confiança, pois infelizmente nesse meio muitos médicos se aproveitam de nosso desespero e indicam procedimentos mais caros, muitas vezes sem necessidade.

– Já na primeira tentativa você engravidou? Quanto tempo demorou?

Consegui engravidar no quarto mês de tentativa, o que pareceu uma eternidade. E a cada vez que o beta dava negativo era um chororô só…

– Teve outros filhos depois? Por meio natural ou outra reprodução assistida?

Não.

– Como ficou a sua relação com seu marido durante o tratamento e a gravidez?

Nossa relação sempre foi de parceria. Ele ficava alegre e triste junto. Porém, na fase dos exames, eu fiz muitos exames, alguns até dolorosos… E o homem tem que fazer apenas um, o espermograma, e mesmo assim ele relutou em fazer…

– Qual foi a maior dificuldade que você viveu durante o tratamento?

Acho que a maior dificuldade é você não ter certeza de que o tratamento vai dar certo.

– Conte um pouco sobre como se sentiu no momento em que descobriu que estava grávida e como foram os primeiros meses de gestação.

Quando o resultado do beta deu positivo foi uma alegria só!!

Já estava acostumada a pegar sempre os resultados negativos…

Porém o resultado do beta deu um valor muito alto, o que me deixou um pouco apreensiva. E ao fazer a primeira ultra, foi constatado que estava esperando gêmeos!!! Nossa, uma alegria misturada com medo tomou conta de mim!!

Como minha gravidez anterior foi interrompida com 10 semanas, tinha muito medo de que algo acontecesse a essa também. Queria fazer ultras a cada semana… Quando passou a fase de risco, o primeiro trimestre, minha preocupação passou a ser exclusiva com a saúde dos bebês, se estavam crescendo de forma adequada, se eram bem formados, essas coisas. Com 30 semanas, por conta do peso dos bebês comecei a ter contrações e tive que entrar de licença. Mas os bebês agüentaram firmes até as 37 semanas e 5 dias, quando nasceram de cesárea. Um pesando 2.400kg e o outro 2.700kg.

– Há um preconceito contra a reprodução assistida?

Infelizmente por parte de muitos homens ainda há.  Eles tem medo de serem os “culpados” pela gravidez não acontecer. Porém creio que como casal, não existe essa de culpa, simplesmente há uma dificuldade em engravidar do casal. E juntos eles devem enfrentar essa intempérie.

– Que conselho você daria para um casal que está passando por dificuldades de engravidar pelos meios naturais?

Que procurem um profissional competente, que vocês tenham empatia. Que não desistam nunca, mesmo que pareça que nunca dará certo!! E boa sorte!!!

Dep. Renata - Reproducao Assistida (3) Lara e Bernardo
Lara & Bernardo

8 thoughts on “Reprodução Assistida – Renata

  1. Rê…Amiga, que coisa linda!!!! Que Deus abençoe sempre e sempre essa família linda…. Te Adoro… Bjks

  2. Linda história,linda família! Mereceu muito esses lindos bêbes e lutou sem desistir! Que Deus só traga alegrias para essa família linda!!!

  3. Casal lindo + história linda : Bebês Lindos!! Sempre torci mt pela Re e sei que foi a melhor escolha da vida dela. Parabéns por compartilhar sua história e nisso ajudar mts casais que tenham o mesmo sonho!! Te adoro lindona!

  4. Lindos!!! Eles são abençoados e Deus faz tudo na hora certinha… Parabéns a Renata que sempre foi determinada e agora muita dedicação com seus pequenos. Nao esquecendo do marido, que esta se saindo super bem… Beijos na família

  5. Apesar de o meu marido ser primo/irmão do Luciano, eu não sabia desta trajetória da Renata. Que linda a sua história. Imagino como você deve ter sofrido. Nossa! Achei super bacana você estar compartilhando cada passo desta feliz gravidez. Acompanho as postagens dos dois e sempre admirei sua dedicação como mãe. Beijão em todos e muita saúde e felicidades para vocês.

  6. Que lindooooo!!!
    Amei conhecer essa história a fundo!!
    Esses bebês são uma fofura!!!
    Parabéns pra essa família abençoada!!

Comments are closed.