Carregando...

Fala, papai! Especial Dia dos Pais – João

“Sabe, desde sempre tive vontade de ser Pai. Em parte, acho que por ter vivido um relacionamento bem próximo com o meu Pai; mas também por sentir falta desse relacionamento por mais tempo, pois meu Pai deixou o plano físico quando eu tinha 17 anos. Eu sentia no íntimo que precisava compartilhar este amor que me “sobrava”, mas nunca tive com quem conversar sobre isso. Alguém que me alertasse dos medos que surgiriam desde o momento em que, junto com minha esposa, decidíssemos gerar um bebê, e que eu precisaria “guardar” esse medo dentro de mim para confortar a futura mamãe nos momentos difíceis, que minhas preocupações e minha carga de trabalho aumentariam desde o “Positivo”, mas junto aumentaria minha alegria. Que eu poderia sentir dores cortantes no peito que fariam chorar escondido no banheiro, mas em contrapartida eu cresceria como nunca. Eu gostaria que alguém tivesse me avisado que no momento em que visse aqueles dois risquinhos no palitinho plástico, eu teria vontade de virar um super-herói e criar um campo de força que protegesse a mamãe e aquele “feijãozinho” de todo mal, dor e preocupações que pudessem atingi-los, pois ali eles já seriam as coisas mais importantes da minha vida. Eu queria tanto estar preparado e já ter todas as respostas quando ouvisse aquele coraçãozinho bater no Ultrassom; mas não estava.

AINDA BEM! Ainda bem que não me avisaram, que não me disseram como seria, que problemas eu enfrentaria e que dores eu sentiria. Porque mesmo que tentassem, não conseguiriam atingir a intensidade do Amor que a Tereza gera em mim. Um Amor que me dá forças para enfrentar, segurança para decidir, sabedoria para ouvir e para ignorar quando necessário. Mas que, ao mesmo tempo, me faz ter medo até de atravessar a rua, me desconcentra do trabalho pensando em chegar em casa logo, me faz lembrar o dia inteiro daquele rostinho… Ninguém poderia ter me explicado como é bom ver aquele “sorrisinho banguelo”, quando abro a porta e quando Ela me vê logo que acorda. Como é gostoso e gratificante deixar de fazer coisas que eu gosto, só pra sentir o toque dela no meu rosto ou no meu cabelo. Como é maravilhoso pegá-la no colo e abraçá-la como primeira atividade da manhã, e como nada mais faz sentido se não for para ter estes prazeres junto com Ela.

Hoje eu sei o quão intenso é ser Pai, e quanto Amor ser Pai nos gera. Aliás, hoje eu sei o que é de verdade Amar, e agora entendo que aquele Amor que eu achava estar “sobrando” dentro de mim, na verdade eu estava cultivando para o momento certo de ele florescer.

Se é que isto é possível, deixo um conselho aos futuros Papais: todas as respostas estão dentro de vocês; só depende do que cada um está cultivando. Cultive o Amor, e feliz paternidade.”

Joao e Tereza Maternidade no Divã
João e Tereza

14 thoughts on “Fala, papai! Especial Dia dos Pais – João

  1. Emocionante mesmo o depoimento desse pai, se para nós mulheres já é um amor inexplicavel que cresce dentro da gente, imagina para eles q não carregam o bebê na barriga, gostei do outro depoimento tambem que ele refletiu varias coisas da vida dele, parabens a eles que tiveram coragem de expressar seus sentimentos, esse é o verdadeiro Amor, to adorando o blog e vou indicar pra outras mamães recentes que eu conheço.

    1. Olá Jaqueline, obrigada pelo seu comentário. Agradeço os elogios! Realmente os depoimentos dos pais foram emocionantes. Um beijo! Maria Cecília [Maternidade no Divã]

  2. O meu maior prazer é poder derramar lágrimas de felicidade, ao saber que o amor que sinto pelo João, não é e nunca foi em vão.Não poderia ser de outra forma, pois este HOMEM é um ser humano da melhor especie.Parabéns e orgulho em amar você.Beijos!

    1. Marcia, que linda declaração ao João. Obrigada pelo comentário! Beijos, Maria Cecília [Maternidade no Divã]

  3. MARIA CECILIA MUITO LEGAL SEU BLOG. JOAO SEU DEPOIMENTO É MUITO EMOCIONANTE E TOCANTE. ADOREI A PARTE DO SORRISO BANGUELO. VOU DIVULGAR O BLOG MATERNIDADE NO DIVÃ. UM ABRAÇO E UM BEIJO!!!!!!

  4. entendo o depoimento do joao. eu tb sou pai e concordo com tudo o que ele falou. é uma emocao muito grande e que poucos falam sobre. geralmente dao mais valor ao que a mae sente, mas nos pais tb sentimos amor.

    1. Olá Tiago, certamente vocês também sentem amor. Feliz dia dos Pais! Beijos, Maria Cecília [Maternidade no Divã]

  5. Cecília, que história emocionante. Muito legal essa visão sobre a paternidade que esse rapaz teve. Parabéns pelo blog Maternidade no divã. Abraços.

Comments are closed.